sábado, 26 de março de 2011

"...tive sede, e me deste de beber..."

Hoje continuamos a falar sobre os seis pontos importantes e essenciais do genuíno Evangelho e gostaria de estudar juntamente com vocês sobre o segundo ponto: sede.
Como disse no primeiro ponto, creio que Jesus não estava expressando algo figurativo ao dizer sobre esses seis pontos, mas algo literal mesmo. Particularmente, falar de sede é algo que eu gosto, me leva a refletir sobre o desejo de agradar a Deus e satisfazer as Suas vontades.
Gostaria de usar a conhecida passagem da mulher samaritana, junto ao poço com Jesus. Considero uma das passagens mais especiais do Novo Testamento e poderia falar muitas coisas a partir dela mas, hoje desejo falar sobre saciar a sede de Jesus, que foi o que ela fez.
Como foi com a samaritana, Jesus nunca nos pede algo para o Seu benefício próprio, NUNCA! Ele sempre tem como objetivo de alguma forma nos devolver cem vezes mais aquilo que fizemos por Ele e creio que foi isso que Ele estava em mente quando pediu um pouco de água àquela mulher. Nisso, é interessante observarmos que, Jesus não pediu um odre de água àquela mulher, uma quantidade grande, Ele pediu apenas um pouco de água , apenas o suficiente para que Ele pudesse "saciar a Sua sede" e de alguma forma ter em mãos algo para poder retornar cem vezes mais a ela. Na verdade, não era Jesus quem tinha sede e sim aquela mulher. Jesus tinha uma sede natural, proveniente da necessidade física. Já a samaritana tinha uma sede espiritual e foi esse o objetivo de Jesus ao pedir água para aquela mulher, apenas para ter um meio de saciar a alma dela.
Mas, quando foi que a sede daquela mulher foi saciada? Quando primeiramente ela entregou algo para Jesus. E é sobre esse ponto que eu gostaria que refletíssemos. Jesus trabalha na lei da semeadura, Ele não pode nos devolver algo em quantidade maior se antes Ele não tiver algo em Suas mãos oferecido por nós. Creio que seremos completamente saciados, quando primeiramente saciarmos a sede de Jesus e a sede de Jesus é que saciemos a sede dos famintos, das vidas.
Muitos, simplesmente milhares de vidas, nunca ouviram sequer o nome Jesus, não fazem a mínima idéia quem seja o Nosso Mestre. Apenas o que possuem é uma sede incontrolável, que buscam saciar de várias formas, mas não conhecem a Fonte da Vida, a Água Viva, chamada Jesus Cristo. Nós conhecemos o que pode saciar a sede dos sedentos, nós sabemos o que pode gerar vida em solos secos desses corações. Isso, apenas isso, é o que Jesus nos pede: "Vocês podem saciar a minha sede? Vocês podem saciar a sede dos meus filhos que não me conhecem, espalhados nessa terra?"
No texto de Mateus 25, o qual temos estudado nesses dias, Jesus diz que saciamos a sede dEle a partir do momento que saciamos a sede de Seus menores irmãos e são eles esses sedentos perdidos, que não possuem um legítimo motivo para continuar a viver.
Talvez você que está lendo essa reflexão se encaixa no grupo desses sedentos que ja procuraram saciar-se em tantos lugares e de tantas formas. O que posso te dizer é que apenas Jesus pode saciar a sua sede. A samaritana buscou saciar em vários homens, mas apenas um Homem foi capaz de transformá-la, Jesus. Não sei no que você tem buscado se saciar, de quais fontes você tem bebido. Mas, hoje Jesus te chama a beber dEle e a conhecer o que é a Fonte de Vida.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário